Oia a criatura fazendo bicão...

quinta-feira, novembro 29, 2012

Sad Tree

Luke boy, Luke boy,
Standing under the Sad Tree
Staring at his apple

Luke boy, Luke boy,
Will you ever love me?
Luke can't you see
You're under the Sad Tree
But it is me who is sad

Luke boy, Luke boy,
Will someday my dream come true?
Oh, Luke, but that is not the real you
Someday it will be true
And  the real you
Someday will fall for me

LSD Kid

Hey, Little Kid
Eu sei o que você viu
espirais lisérgicas girando sobre você
hey Little Kid
Eu sou muito perturbada pra você entender
Por isso feche os olhos, and i'll go away
Hey, Freakin' Little Kid

Luke Lucky Boy

Hey Luke
There is the letter
That i promissed you
In my mind
I know
You will never read it
But still, it makes me fell fine

And i dream about you,
Even if you don't care
If you dont take my hand and ask
Someday, this feeling will pass

But i just want
To tell someone
How i fell
Since the very day we meet
You can blame
This on your friend
Who asked me
"What about him?"

But Luke
This will pass someday
Just like
I will forget this song
So i just want to print in my heart
How i felt today

And even if it goes away
I can remember, and laugh
And maybe, Luke, maybe i will cry

Cuz Luke
You're a shy pretty boy
Who likes to preach
But that is not all

You was just, a little spark of hope
That someday, i woud find
Finally, someone
Who woud make me
Fell like
Im doing something right

So Luke, dont pay attention
It is just,
A silly girl's talk

Se não há uma canção de amor com seu nome...

(Poetry for Luke)

Eu namoro um moço lindo
mas ele não quer me namorar
Eu cantaria pra ele
a discografia dos Ramones
Mas ele não iria gostar

Eu lhe daria mil flores de plastico
se isso de alguma forma te fizer feliz
Por que você não gosta de mim?
Você diz que sou bonita,
mas você diz que eu sou nova demais

E meu bem
se não tem
Uma canção de amor com o teu nome
Então eu vou fazer uma só pra você

Por que você não larga teu emprego
E vem comigo pra São Paulo?
Prometo que vou te sustentar
E prometo que não vou dizer que seu quarto é bagunçado
E sua mãe eu vou sempre elogiar

E meu bem,
se não tem
um poema com teu nome
Então você pode ler
Esse que eu vou fazer
Ele é só pra você

Talvez você me ache estranha
E eu te acho tão normal
Mas assim a gente combina,
com teu jeito timido
E eu toda retraid
A gente de mão dada na igreja
Vai ser tão bonito de se ver

Esses Moleques da Igreja não me Entendem

Se você acha que tudo é tão facil assim
Você nunca viveu para contar
Não sabe as dores que um dia eu já sofri
Você não aonde você vai parar

Esses moleques da igreja não me entendem
Esses moleques da Igreja Não me entendem
Nem vão entender jamais

Você acha que a vida é tão divertida
Fique atento rapaz
Você vai perde-la,
Antes do que devia
Só de brincadeira vai perder a tua paz

Esses moleques da igreja não me entendem
Esses moleques da Igreja não me entendem
Nem vão entender jamais

Eles dizem
"Se o caminho é muito reto
Logo dele eu vou me cansar"
Acham que fora do templo de sua segurança
Vão encontrar o Eldorado da vivência
Querem imitar o que eles veem
Na televisão

Adorei tua nova namorada
Um dos meus ex tentou me matar
Eu bebia pra esquecer as brigas
E na minha parede canoniza
Tudo o que eu já fiz

Já fiz de tudo
Pode me perguntar
Se quer tentar também,
Você pode ter certeza
Você vai querer voltar

Esses moleques da igreja não me entendem
Esses moleques da Igreja não me entendem
Nem vão entender jamais