Oia a criatura fazendo bicão...

terça-feira, agosto 31, 2010

O Preço das Cores

Todas as lindas cores que lá eu quis
Todas lá estão
E você vê o preço delas
Todas as lindas palavras
Que preciso pra um poema
Você sabe o preço delas

Por que tudo que se pega
Aqui tem que se pagar
Eu as vezes tenho que me quebrar
Pra bancar a proxima canção que irei cantar

Para seu arranjo, azul, verde e vermelho
Com um borboleto bem no meio
Vai ter que pagar comigo o preço
Pois em todas essas cores
Pendurei minha alma

Penhorei meu amor, vendi minha razão
Pra dar as minhas palavras, um pouco de emoção
E eu devo agradecer por cada pedaço
Das cores que roubei

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se for comentar, fale algo inteligente, ou ao menos decente... Ou o fantasma de Brian Jones irá te afogar na privada suja da rodoviaria.