Oia a criatura fazendo bicão...

quarta-feira, junho 23, 2010

Assassino

Uma noite, em meu sonho você me carregou nos braços
Me chamou de seu amor, me carregou pelo campo de flores

Em outra noite
Assassino! Desgraçado!
Eis aqui, um cruel bastardo
Caido no chão, esfolado
Queimado, quebrado, paralitico
Com suas tripas saindo pra fora
Rimos de você
Oh, meu muso
Jogado no chão
Ferido, caolho, humilhado
Numa noite dançamos embaixo de uma caichoeira
Na outra, descoberto seu segredo
Dançamos eu e um amigo
Sobre seu cadaver
Meu muso empestiado
Assassino desgraçado
No chão despedaçado
Ainda amo você

Mesmo sendo um assassino covarde
Que matou seu companheiro
Você ainda me inspira pra fazer poemas
Te esfaquearei mais um verso
Esconconderei seu corpo em meu banheiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se for comentar, fale algo inteligente, ou ao menos decente... Ou o fantasma de Brian Jones irá te afogar na privada suja da rodoviaria.