Oia a criatura fazendo bicão...

quarta-feira, março 10, 2010

Santa Adolecencia

Numa ida e vinda tão louca
Os dias são curtos, os anos são longos
Os anos são longos, os dias são curtos
Já não sei o que estou sentindo
Se vejo o tempo passar

3 da madrugada,
Acordo com aquela sensação
Eu adoraria mesmo
É uma noite regada a conhaque
No porão de um pintor
Seria ótimo passar a noite lá
Que bela compania

8 da manhã,
Dia normal na escola
Um lindo garoto, alto, magro
Me pega no colo, sai a me carregar
No meio da aula de Religião
Com aquele perfume barato
Confesso, gostei da sensação

Por que tudo é muito louco
Nessa fase louca em que estou a caminhar
Hormonios, pensamentos
Já não sei me controlar

Chego meio largada
Com os cabelos bagunçados,
Na minha sala de aula
Não saber o certo, o errado
Mas sei com o que vou concordar

Quero mesmo é me casar
Com o filho de uma famosa
Ele me expulsaria de casa
Não olharia mais na minha cara
Pois naquela hora, não duvido nada
que o nome do pai dele, eu irei gritar

Dois vislumbres venenosos
Que dançam em minha mente
Imploro que não vão embora,
Quero curtir essa noite com eles
Tão belos e formosos
Com um rock dançante,
Não saem da minha cabeça

Por que tudo sempre é louco
Já não bato bem da cabeça
Meus delirios e sonhos
Num martini brilhante
Com meus hormonios vou beber
No porão de algum pintor
Ou com aquele lindo mulato
Poderia ser com um dos vislumbres
Aquela boca, que adoraria beijar

Pois nada mais parece são
Nada nunca foi normal
Agora tudo, é até mais claro
Na minha nada santa
Nem um pouco santa
Santa Adolecencia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se for comentar, fale algo inteligente, ou ao menos decente... Ou o fantasma de Brian Jones irá te afogar na privada suja da rodoviaria.