Oia a criatura fazendo bicão...

quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Rei Venenoso

"Não me importa!" Exclamou
O boemio teimoso
Eis que o chamam
O Rei Venenoso
Ele não tem medo, é o que dizem
Sem arrependimento
Leva a vida
Como sopra o vento
Intoxicante
Com sua espada de seis cordas
Não está sentindo nada agora
Embriagado, sempre
E mesmo assim reluzente
Tantos venenos, todas as toxinas
Ele tomou, junto a sua bebida
Não teme a morte
Não se importa com nada
Rei Venenoso
Eis que surge, todo pomposo
Por que não conta seus segredos
Tuas fraquezas, teus desejos?
Sei que também sente, apenas nega
Anestesiado pela vida, e tudo que leva
Tuas canções, de angustia e amor
Tuas poesias, rebelde cheio de dor
A idade tanto te consome
Mas só por fora
Por dentro não muda, na sua alma
E sua memoria
Ainda é jovem, e tem muito pra viver

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se for comentar, fale algo inteligente, ou ao menos decente... Ou o fantasma de Brian Jones irá te afogar na privada suja da rodoviaria.